Destaque Saúde

Bolsonaro destaca em live eficácia da Proxalutamida após resultados promissores no Amazonas pelo Grupo Samel

Grupo Samel | Foto: Zukka Brasil
Grupo Samel | Foto: Zukka Brasil
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

O presidente Jair Bolsonaro convidou para a live desta quinta-feira, 8, o secretário nacional de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Helio Angotti, que falou sobre a proxalutamida, medicamento usado em testes no Amazonas pelo Grupo Samel em tratamento de pacientes com Covid-19 e que poderá ser liberado em breve para o mercado nacional.

Esse medicamento que teria sido desenvolvido em Manaus por pesquisadores brasileiros e norte-americanos para auxiliar no tratamento de pacientes com Covid-19.

“A vacina é uma coisa para prevenir. Depois de contrair o vírus, tem que buscar medicamento”, disse o presidente.

Segundo o secretário, a droga foi pesquisada em um dos momentos mais graves da crise da Covid-19 em Manaus e se mostrou promissora.

“Os resultados mostram que, em pacientes graves, ela reduziu a chance de mortalidade de 47,6% para 3,7%. Isso foi anunciado pelos pesquisadores lá. Isso representa uma queda de mortalidade de 92% e também reduziu o número de dias de internação, que caíram de 14 para cinco dias. Isso tudo se encaixa naquele esforço que é integral, o cuidado integral com quem tem Covid”, afirmou.

De acordo com ele as pesquisas feitas pela Samel já contam com o apoio da Fiocruz.

O sinal positivo foi dado ontem pelo presidente Jair Bolsonaro em sua live semanal de todas as quintas.

A mortalidade no Amazonas por covid-19 caiu em 92% em pacientes que tomaram a droga, 

A pesquisa, feita no pico da segunda onda doença no Estado em pesquisa comandada pelos hospitais Samel, revelou queda de 92% no número de mortes de pacientes que usaram o medicamente. Apresentou também redução no tempo de internação de 14 para 5 dias.