Manaus

Bairro Aparecida recebe operação Cheia 2020

Operação Cheia 2020 Defesa Civil
Operação Cheia 2020 | Fotos – Altemar Alcântara
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

Operação Cheia 2020 – A Prefeitura de Manaus atendeu mais um bairro da capital amazonense com a construção de 15 metros de ponte provisória no beco das Flores, no bairro Aparecida, centro da cidade.

O bairro é quarta localidade atendida pela operação Cheia 2020, executada pela Defesa Civil Municipal. As ações iniciaram em janeiro deste ano com o monitoramento dos 15 bairros passíveis de alagações devido a subida do rio Negro.

“Por determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, a Defesa Civil continuou monitorando essas áreas vulneráveis à cheia 2020 e acompanhando os alertas do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), que indicam a média da cota da subida do rio Negro em 29,60 metros, então verificamos a necessidade de construir as pontes provisórias de acesso em alguns pontos da cidade atingidos pelo fenômeno”, informou o secretário-executivo da pasta, Cláudio Belém.

Belém também ressaltou que o órgão, mesmo durante o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, mantém os atendimentos emergenciais, monitoramentos das áreas passíveis de alagação e de risco e a Central de Emergência 199, durante 24 horas.

“Continuamos as ações emergenciais e da operação Cheia com todos os equipamentos necessários e tomando todas as medidas preventivas para a segurança dos servidores, conforme orienta o prefeito Arthur”, ressaltou.

Operação Cheia 2020

Conforme levantamento divulgado pelo Departamento de Operações do órgão, além do bairro Aparecida, 90 metros de pontes provisórias já foram construídos nos bairros São Jorge (beco Bragança), Mauazinho (beco do Pescador) e Tarumã.

As ações da operação Cheia 2020 iniciaram ainda no mês de janeiro, com a participação das secretarias municipais de Saúde (Semsa), da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), Visa Manaus, Guarda Municipal, Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), além da Polícia Militar do Amazonas.

Com informações de Janaina Karla