Manaus Sem categoria

Amazonas Energia e Procon Manaus assinam acordo por beneficio ao atendimento aos clientes

Amazonas Energia
Amazonas Energia
Zukka Brasil
Escrito por Zukka Brasil

A Amazonas Energia assinou nesta quinta-feira (16), o acordo de cooperação técnica com o Procon Manaus, para atendimentos aos consumidores na sede do órgão de defesa do consumidor, localizada na rua Afonso Pena, 38 Praça 14 de Janeiro.

O evento da assinatura do convênio contou com a participação de representantes da Amazonas Energia e do Procon Manaus, e foi realizado na Sede da distribuidora de energia, localizada na Avenida Sete de Setembro, bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus.

A parceria com a órgão de defesa do consumidor contará com novos atendentes da Amazonas Energia na Sede do Procon Manaus, oferecendo mais possibilidades para que as pessoas possam resolver pendências com a empresa sem a necessidade de registrar uma reclamação.

O Diretor-Presidente da Amazonas Energia, Tarcísio Rosa, destaca que, no dia 10 de outubro de 2019, a Distribuidora já havia assinado outro acordo com o Procon Amazonas, com atendentes da empresa para realizar atendimento aos consumidores dentro na Sede do Procon, agora o atendimento será reforçado no município de Manaus.

“O que pretendemos com este novo convênio, é diminuir a necessidade das pessoas abrirem algum tipo de reclamação junto ao órgão de defesa do consumidor, um processo que demanda mais tempo para a resolução dos problemas”, explicou.

De acordo com o Secretário do Procon Municipal Rodrigo Guedes, este convênio será importante para que o consumidor ao procurar o Procon, tenha um atendimento inicial não só do órgão de defesa do consumidor, mas em conjunto com a Amazonas Energia.

“Muitos processos administrativos, judiciais e reclamações podem ser evitados diante de uma pré conciliação, com atendimento em tempo real. Vemos isso como uma forma positiva, e o ideal é que tivéssemos essa parceria com outras empresas, já que em determinadas situações, conseguimos resolver preliminarmente sem a necessidade de abertura de processo, assim como facilitar o tempo ao consumidor na solução da causa, e custos adicionais do erário público”, apontou.