Amazonas

Amazonas Energia avança nas obras que interligará Itacoatiara ao Sistema Interligado Nacional (SIN)

Amazonas Energia - foto: assessoria
Amazonas Energia - foto: assessoria
Zukka Brasil | AM
Escrito por Zukka Brasil | AM

A Amazonas Energia continua trabalhando para o desenvolvimento do interior do Estado. Equipes estão atuando na confecção das torres de transmissão do circuito duplo de 138 kV na Rodovia AM-010, km 233, dando andamento nas obras de interligação do município de Itacoatiara ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Esta obra é mais um marco da Distribuição de energia no interior do Estado.

A Subestação Itacoatiara está com 98% de conclusão e contará com a instalação de 02 transformadores de 40MVA, o que trará maior confiabilidade no fornecimento de energia para Itacoatiara, oferecendo uma grande oportunidade de crescimento econômico e social para essa localidade e seus habitantes.

A funcionalidade da nova Subestação trará uma redução de custo mensal com consumo de óleo diesel em cerca de R$15 milhões de reais, uma vez que a subestação estará integrada ao SIN, não havendo mais a necessidade de custos com usina termelétrica na localidade.

A previsão para entrega da subestação a população de Itacoatiara é para abril de 2021 e futuramente outros municípios também serão interligados ao SIN. Além de Itacoatiara, outras localidades como Rio Preto da Eva, Silves, Itapiranga, Humaitá e Parintins serão interligadas ao SIN, com investimentos previstos para os próximos cinco anos, de R$ 2,7 bilhões, beneficiando mais de 320 mil pessoas, trazendo desenvolvimento para os municípios.

Segundo o Diretor Técnico e de Operação Rodrigo Moreira, a interligação de Itacoatiara e outros municípios ao SIN, será um grande marco na distribuição de energia no Estado.

“A Amazonas Energia ampliará a capacidade de oferta de energia para estes municípios, trazendo mais desenvolvimento para a região, impulsionando a economia, gerando emprego e renda e reduzindo a utilização de recursos não renováveis para geração de energia elétrica”, apontou.