Educação | RR

Alunos de Boa Vista aprendem boas noções de trânsito através de projeto educativo

Alunos de Boa Vista
Alunos de Boa Vista | Foto: SEMUC
Zukka Brasil | RR
Escrito por Zukka Brasil | RR

Educação/RR – Com o tema “O cuidado com o outro no Trânsito é o único Serviço que não pode parar”, a Escola Municipal Cunhatã Curumin vem participando do Festival Estudantil Temático de Trânsito (Fetran), da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Este ano, o projeto foi adaptado à nova realidade com a pandemia da Covid-19 e nesta terça-feira, 30, os alunos participaram da terceira reunião em videoconferência com a instituição.

Na sala de conversa virtual, os alunos apresentaram suas atividades voltadas ao tema com a presença do superintendente da PRF em Roraima, Jandir André Lubenow. Pais, alunos e professores desenvolveram pesquisas sobre o tema Maio Amarelo, trabalhos de desenhos e pintura, além da produção de vídeos educativos. O projeto vai continuar sendo desenvolvido pelos alunos até o encerramento previsto para novembro.

A professora Márcia Demétrio é a responsável pelo projeto na escola e explicou que o objetivo é buscar novos saberes e orientações de saúde e segurança no trânsito nesse período de isolamento social, para profissionais que prestam serviços essenciais, como caminhoneiros, entregadores e motoristas. Devido a pandemia, as ferramentas digitais têm sido o percursor das ações da campanha.

“Estamos há três anos desenvolvendo esse projeto, e este ano tivemos que nos reinventar. Junto com a parceria da PRF, com pais e alunos buscamos um projeto que pudesse levar informações a pessoas que estão na linha de frente neste período de isolamento social, que tem que sair de suas casas para trabalhar”, disse.

A aluna Lucia Guerra, do 5º ano, disse que gostou muito da experiência e do aprendizado recebido através desse projeto. E também deixou seu recado para todos que precisam pegar o trânsito tanto dentro quanto fora da cidade.

“É muito gratificante participar do projeto de educação para o trânsito porque amplia nosso conhecimento. Nessa quarentena os serviços essenciais não podem parar, mas é preciso respeitar o trânsito. Amigo caminhoneiro, não exceda a velocidade. Você que está na luta fazendo entregas se proteja, use máscaras e sabemos que aumentou o número de entregas, mas o cuidado no trânsito permanece”, orientou.

Jornalista: Edson Ribeiro/ Ceiça Chaves