Manaus

Águas de Manaus amplia projetos sociais por toda capital metropolitana

Águas de Manaus
Redação
Escrito por Redação

A concessionária Águas de Manaus realizou, nesta sexta-feira (29), em sua sede administrativa, a formatura de cursos de capacitação voltados para moradores da capital que desejam se aperfeiçoar para o mercado de trabalho.

As primeiras turmas dos projetos sociais “Água na Boca” e “Mãos e Obras”, já qualificaram 40 pessoas em cursos de culinária e bombeiro hidráulico. Além disso, foram apresentados resultados de outras ações desenvolvidas pela concessionária.

O objetivo dos cursos é capacitar os manauaras, incentivar o empreendedorismo e fomentar a economia na cidade. A concessionária busca contribuir, cada vez mais, com o desenvolvimento contínuo da capital e melhoria da qualidade de vida da população. Os resultados das duas ações que são desenvolvidas dentro do projeto “Manaus no Coração”.

Cursos – O projeto “Água na Boca” ofereceu um curso de culinária gratuito para moradores da cidade que já possuam o hábito de cozinhar, mesmo que informalmente. O curso, ministrado pela chef Débora Shornik do restaurante Caxiri Amazônia, também contou com a parceria do Senai, Sesi e Associação Zagaia.

Ao todo, 20 moradores de vários bairros da cidade foram selecionados após se inscreveram e apresentarem um vídeo com seu interesse em participar da iniciativa.

“Eu já trabalhava com um pequeno negócio no bairro do Tarumã e resolvi fazer essa capacitação para ampliar os conhecimentos. É uma iniciativa maravilhosa. Consegui aprender novas técnicas no curso, que já vou aplicar em meus pratos”, contou Sameia Macedo, uma das alunas do Água na Boca.

Já o curso “Mãos e Obras” foi desenvolvido com o objetivo de capacitar moradores de Manaus por meio da oferta de curso gratuito de bombeiro hidráulico com o intuito de fomentar ainda mais o empreendedorismo e a inserção dos participantes no mercado de trabalho.

Um total de 20 pessoas tiveram a oportunidade de aprender sobre técnicas utilizadas para pequenos reparos nas tubulações e conserto de vazamentos internos das residências. Os dois cursos foram ministrados nos meses de outubro e novembro.

Entre os participantes do Mãos e Obras, está a agente de portaria Michele Leite. Moradora do bairro Santo Agostinho, ela foi uma das mulheres que se destacaram na primeira turma.

“Ganhei novas perspectivas profissionais após fazer esse curso. Aprendi coisas que jamais imaginava. Já comecei, inclusive, a postar alguns vídeos e mostrar o que eu aprendi nas redes sociais para divulgar meus serviços e ganhar uma renda extra nesse fim de ano. Agradeço a Águas de Manaus pela sensibilidade de olhar para a população e oferecer uma capacitação desse nível”, disse. A técnica de segurança do trabalho Edicilane Souza, também participou do Mãos e Obras. “Alguns dias antes do curso começar, tive um problema com um cano dentro de minha residência e não sabia consertar. Graças ao que me ensinaram aqui, consegui resolver não apenas isso. Aprendi tanta coisa que já identifiquei outros erros nas instalações internas da minha casa. Vou corrigir todos e espero seguir nesta área”, contou.

Para o Gerente de Responsabilidade Social da Águas de Manaus, Semy Ferraz, as duas iniciativas proporcionaram mais conhecimento tanto na parte prática quanto no fomento a oferta de serviços para a população.

“No caso do curso Água na Boca, algumas pessoas que já trabalhavam no ramo de alimentação, tiverem a chance de aprender ainda mais e incrementarem suas receitas. Já no curso Mãos e Obras, vimos que alguns já até utilizaram seus conhecimentos na renda extra e ofereceram esses serviços para vizinhos e outros moradores”, afirmou.

Projetos Sociais – Além dos projetos voltados para capacitação e empreendedorismo, a concessionária entregou recentemente o grafite do reservatório localizado na Avenida Coronel Teixeira, no bairro Ponta Negra. O local agora conta com um grafite de autoria do renomado artista Raiz Campos, intitulado como “Mãe D’água”. Além da produção do grafite, o reservatório também contará com um mural colaborativo, transformando o espaço em um local de uso coletivo para moradores da cidade e turistas.

“O reservatório possui aproximadamente 27 metros. Fiquei bem livre para desenvolver arte e poder trabalhar um conceito mais voltado para a água. O desenho escolhido é de uma índia, inspirada em uma amiga moradora do município de São Gabriel da Cachoeira. Ela simboliza as populações que cuidam da floresta, da água, do planeta. Ela é como se fosse a mãe da água”, descreveu Raiz Campos.

Outra iniciativa da Águas de Manaus é o “Sustentação” que vai incentivar instituições da capital por meio de edital de apoio financeiro e técnico para o desenvolvimento de projetos voltados para o bem-estar social, empreendedorismo e sustentabilidade. Já foram escolhidos três finalistas dentro do Primeiro Edital de Fomento a Iniciativas de Impacto Positivo da Águas de Manaus.

O projeto “Manaus no Coração” seguirá com mais ações nos próximos meses.

Outros reservatórios devem receber intervenções artísticas e também serem transformados em espaços coletivos.

“Um de nossos pilares é o bom relacionamento com a população. Isso tem ajudado a melhorar o nosso serviço diariamente, seja através dos nossos programas como o Vem com a Gente e o Afluentes. Nós estamos ampliando essa parceria com a cidade, promovendo ações e projetos educacionais, culturais e capacitações profissionais”, concluiu o diretor-presidente da Águas de Manaus, Renato Medicis.

Com informações a assessoria