fbpx
Manaus

Afonso Lobo, um dos acusados pela “Maus Caminhos”, se aposenta com salário de R$ 61,9 mil

Afonso Lobo
Redação
Escrito por Redação

O ex-secretário de Fazenda (Sefaz), Afonso Lobo Moraes, denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) na Operação Maus Caminhos por corrupção passiva e ativa, teve o pedido de aposentadoria aceito pelo Governo do Amazonas e irá receber R$ 61,9 mil reais mensal como inativo. O decreto foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) da última terça (22) e assinado pelo governador em exercício, Carlos Almeida.

Afonso Lobo foi titular da Sefaz entre 2012 e 2017 nas administrações de Omar Aziz (PSD) e José Melo, e denunciado em pelo menos duas fases da Operação Maus Caminhos: Custo Político e CashBack.

Nesta última foi acusado pelo MPF de receber R$ 276 mil reais em propina do empresário Mouhamad Moustafa. Na denúncia o MPF afirma que Lobo usou empresas de parentes para movimentar o dinheiro entre abril de 2015 a junho de 2016. Afonso Lobo nega as acusações.

Inativo

De acordo com o documento, Afonso Lobo Moraes, pediu aposentadoria por tempo de contribuição e com salário integral.  Na somatória de todas as vantagens da carreira de Auditor Fiscal ele receberá por mês de aposentadoria R$ 61.931,45 mil reais. O documento diz ainda que o valor poderá ser limitado pelo teto remuneratório constitucional. Veja documento abaixo.