Destaque Saúde

5 DIAS ANTES DO COLAPSO: Wilson Lima avisou, mas Pazuello e Exército ignoraram pedidos de ajuda a Manaus, diz inquérito da PF

Eduardo Pazuello Exército na Amazônia Polícia Federal Covid-19 Amazonas Wilson Lima
Foto: reprodução
Escrito por Zukka Brasil

Segundo o inquérito da Policia Federal que investiga crimes do ex-ministro mostra pedidos sem resposta cinco dias antes do colapso por falta de oxigênio em Manaus.

No que consta nesse inquérito, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e o comando do Exército na Amazônia foram avisados sobre a “iminência de esgotamento” do oxigênio em Manaus e os ofícios com alertas e pedidos de ajuda detalhados foram assinados pelo governador do Amazonas, Wilson Lima, segundo a Polícia Federal. 

A descoberta dos ofícios ocorreu durante as investigações de um inquérito aberto por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

CONSEQUÊNCIAS PARA PAZUELLO

Com Pazuello fora do Ministério da Saúde e, consequentemente, sem foro privilegiado, as investigações foram encaminhadas à Justiça Federal. Além disso, uma cópia do inquérito foi enviada à CPI da Covid-19.

Um dos ofícios, enviado em 9 de janeiro, alerta para a “iminência de esgotamento” do insumo e para a “necessidade de resguardar a vida dos pacientes” no estado.

O documento aponta que houve um “súbito aumento no consumo” de oxigênio com o aumento no número de casos na região.